Espanha termina 2013 com derrota, justo na África do Sul

A Fúria fez dois amistosos em novembro, o primeiro, muito polêmico, contra a Guiné Equatorial, e o segundo, na sua “casa” contra a África do Sul. No primeiro encontro, a Fúria fez 2×1 e se esquivou dos constrangimentos de jogar em um país governado por um ditador. No segundo, claramente em um jogo amistoso, a Fúria não brilhou e perde por 1×0 para a África do Sul.

Espanha na África do Sul

marca.com

A Seleção Espanhola termina 2013 com uma derrota no estádio que conquistou a Copa do Mundo de 2010. Os espanhóis perderam por 1×0 para os sul-africanos e fecham 2013 com um derrota.

Espanha África do Sul

marca.com

A Fúria não jogou bem e sentiu as horas de voo e a viagem pela África. Os jogadores estavam em clima de comemoração e tiraram o pé para evitar lesões. O fato curiosos da partida foi quando Valdés se machuco e teve que ser substituído por Arbeloa, pois a seleção já não contava com câmbios disponíveis. Finalmente permitiram a entrada de Pepe Reina e o jogo seguiu. A Espanha não correu atrás do resultado e a partida terminou como terminou. Agora é pensar na Copa do Mundo de 2014. A Fúria só terá uma amistoso antes da Copa, contra a Itália em março. Del Bosque terá que escolher quem levar e só terá mais uma oportunidade.

Só mais um post sobre crise

A FIFA anunciou hoje o início do processo de licitação para a compra dos direitos de transmissão da Copa do Mundo do Brasil aqui na Espanha. A entidade colocará à disposição dos meios espanhóis os direitos de televisão, televisão por internet e transmissões por internet, celulares e rádios da Copa de 2014.

tv

Na última Copa, na África do Sul, o pacote dos direitos de televisão – os mais caros – foi adquirido pela empresa Sogecable (dona de vários canais, entre eles Cuatro e Canal Plus) por 90 milhões de euros. Posteriormente a empresa revendeu parte dos jogos a outra televisão, a Telecinco (do Berlusconi) e foi por este canal aberto que a maioria da população espanhola viu a Fúria conquistar sua primeira Copa do Mundo.

A Sogecable, que pertenece ao grupo Prisa, dono do El País e da radio cadena ser – duas potenciais nacionais espanhola – não está em uma boa situação financeira. Uma parte da empresa, o canal aberto Cuatro, foi vendida a Berlusconi para tentar sanear os problemas financeiros da corporação. Mesmo assim, a crise continua. E não é só nesta empresa. Praticamente todas as televisões, rádios e jornais espanhóis estão em bancarrota. O valor de 90 milhões de euros, que já era super elevado para a situação de 2010, agora é insustentável.

A Copa do Mundo será transmitida por aqui, resta saber quanto as empresas (canais e anunciantes) estão dispostos a pagar por ela em época de vacas magras, não de vacas esqueléticas.

brasil-2014